Free exchange google +1

breaking news

Michel barouche annaba video video





Replace This Ad Above By Your "Michel Barouche Annaba Video" Banner For $60/year

Replace this popular ad above now !




Annaba definition from wikipedia: Annaba (, ', formerly Bône, historically Hippo or Hippo Regius) is a city in the northeastern corner of Algeria near the Seybouse River.
Annaba (Arabic: عنابة‎, ‘Annābah, formerly Bône, historically Hippo or Hippo Regius) is a city in the northeastern corner of Algeria near the Seybouse River. It is located in Annaba Province. With a population of 257,359 (2008[1]), it is the fourth largest city in Algeria. It is a leading industrial centre in eastern Algeria.[citation needed] Most of the people call this city Balad Al Unnâb, i.e. the Jujubes city, because of the abundance of this fruit in the area.[2]



1. França - Saint-Michel - Desde a aurora dos tempos pagãos, a ilhota montanhosa onde hoje se eleva o mosteiro de Saint-Michel, bem como toda a região que a circunda, era considerada território sagrado pelos antigos Celtas. 2. The Neo Monoliths of Chicago 3. Hopping at hangar 30 4. Art is tick knewd 5. Mont Saint Michel – France 6. Bokeh And DoF Deluxe! 7. Take me to your leader...U2 360° Dublin 8. The Twilight Saga New Moon
Frana - Saint-Michel - Desde a aurora dos tempos pagos, a ilhota montanhosa onde hoje se eleva o mosteiro de Saint-Michel, bem como toda a regio que a circunda, era considerada territrio sagrado pelos antigos Celtas.: Levantando-se a mais de 500 m de altura, a ilha do Monte St. Michel projeta uma silhueta contra o cu criando uma obra de arte viva de propores gigantescas numa tela de rocha, cu e mar. O stio continua a ser um santurio religioso que desde a Idade Mdia, se tornou num importante local da peregrinao Europeia. A histria da Abadia do monte Saint-Michel remonta, cr-se, ao ano 708, quando Alberto, bispo de Abranches, a mandou construir no monte Tombe, um santurio em honra a So Miguel Arcanjo (Saint-Michel). Para alm dos monumentos em torno de Paris, o Monte Saint Michel a mais visitada atraco turstica da Frana. E no difcil perceber porqu, esta cidade murada do tempo Medieval notvel tendo como joia da coroa a sua grande abadia gtica, est construda sobre um afloramento grantico de pequenas dimenses por si s j um feito extraordinrio no esturio do rio Couesnon, numa rea hoje conhecida como a baia do Monte Saint Michel e foi um dos primeiros monumentos a serem classificados como patrimnio mundial da UNESCO, em 1979. O Monte Saint Michel no apenas uma igreja numa rocha, tambm uma cidade medieval, um dos poucos lugares em Frana a ter preservada as suas muralhas medievais de defesa com um rigor histrico louvvel. A cidade, embora pequena, tem alguns habitantes permanentes, e para alm dos seus monumentos religiosos, tem casas antigas, ruas estreitas, hotis, restaurantes e lojas, todo o que necessrio para receber cerca de um milho de turistas que vm visitar esta magnfica cidadela medieval a cada ano. O primeiro oratrio cristo foi fundado na ilha j em 708 dC, por So Aubert de Avranches e naturalmente, foi dedicada a So Miguel, o santo padroeiro dos marinheiros. Naqueles dias, e nos sculos seguintes, Saint Michel era uma ilha na baa, cercada de gua durante grande parte do tempo e pela areia na mar baixa. O acesso s era possvel atravs de uma barcaa ou pela areia, quando possvel. No entanto, ao longo dos sculos, com a baa gradualmente assoreada, as terras ficaram cada vez mais perto do monte. O processo foi acelerado por tentativas bem-sucedidas ao longo dos anos para recuperar algumas das reas hmidas planas e frteis beira da baa, para uso como terras agrcolas. A baa de Saint Michel assim agora, vrios quilmetros quadrados menor do que era na Idade Mdia, quando o primeiro mosteiro beneditino foi criado na ilha. Durante a Idade Mdia, o Monte Saint Michel foi um local importante e emblemtico nesta parte norte ocidental da Europa, o seu mosteiro floresceu como um dos grandes lugares de aprendizagem no campo da teologia e no s no sculo XII, antes de se tornar um lugar de importncia simblica nas lutas que abalaram a Europa Ocidental no final do perodo Medieval, colocando normandos contra os bretes, franceses contra normandos, e franceses contra Ingleses. Como parte da Normandia, o Monte pertencia aos sucessores de William, o Conquistador, duque da Normandia, que tinha conquistado a Inglaterra em 1066 e montou a sua corte ali, e com esse gesto o Monte tinha-se tornado uma posse Inglesa, assim como as Ilhas do Canal prximo (conhecido ainda hoje em Frana como as ilhas anglo-normandas) A cidade foi capturada e incendiada pelos Franceses em 1204, que comearam de imediato a sua reconstruo. Durante a Guerra dos Cem Anos (1337-1453), entre Frana e Inglaterra, a abadia tomou ares de castelo e fortaleza militar, sem contudo perder o seu carter sagrado nem as suas funes religiosas, no perodo que mediou essa guerra os Ingleses conquistaram todo o territrio ao redor do monte, mas mais uma vez no conseguiram ultrapassar as enormes muralhas do mosteiro-abadia. A Abadia que sem dvida a principal referencia desta vila e que visitada por a maioria dos turistas um belo exemplo da arquitetura Medieval, vrias partes datam de perodos diferentes, como comum tambm nas antigas catedrais e mosteiros, particularmente aqueles que passaram por diferentes guerras e desastres naturais. O impressionante coro gtico remonta ao perodo aps a partida dos Ingleses, no entanto, como grande parte do edifcio foi profundamente remodelado no sculo XIX pelo grande arquiteto revivalista Francs Viollet-le-Duc aps uma visita e um estudo exaustivo ao gtico Francs, a Abadia ficou coroado em 1896 pela sua torre, marco que no de todo Medieval mas que lhe concedeu uma beleza extra sem no entanto a ter desvirtuado. No restauro da abadia do Monte Saint-Michel, o arquiteto Viollet-le-Duc deu o golpe de gnio da sua vida, encontrando na agulha que ergueu no Monte Saint-Michel, a mais fina realizao que coroa a beleza do monte. Ao contemplar o Monte Saint-Michel, impossvel no sentir entusiasmo diante daquela flecha da Abadia, o fascnio incide propriamente ali, sem a flecha, o conjunto perde muitssimo da sua majestade. O Monte Saint-Michel, no bonito s porque Viollet-le-Duc o grande especialista em coisas da Idade Mdia soube pr aquela torre central com aquela flecha, que d uma unidade maravilhosa construo dispersa e faz com que aquilo seja o ponto de atrao de turistas do mundo inteiro. H uma centelha do absoluto ali, o observador atento percebe que o edifcio todo tende para uma unidade suprema um fator de unidade, dir-se-ia filosoficamente que o edifcio belo em razo daquela unio. Aquela beleza suprema que define totalmente o Monte, parece desprender-se da terra e subir para o Cu, sobe, sobe e acaba numa flecha to fininha que d a impresso de que se dissolve no ar e chega at Deus. Por essa altura, o Monte j tinha sido classificado como um monumento histrico, e estava a comear de atrair turistas, em cujo benefcio uma calada insubmersvel tinha sido construda em 1880. Mas o efeito da calada e os regimes de gesto das terras circundantes, bem como transportar um nmero crescente de turistas para o monte acelerou consideravelmente o assoreamento de toda a baa, at ao ponto em que corria um srio risco de se tornar terra bloqueada se nada fosse feito. Desde os anos oitenta, as medidas foram assim postas em curso e realizada a dragagem de toda a baa e colocar o processo de assoreamento em regresso a fim de devolver ao Monte Saint Michel aquilo que lhe pertencia por direito e o aspeto imponente que fez dele um dos lugares mais belos da Europa, uma ilha de granito numa pequena baa. A baa de Saint Michel um dos pontos mais ngremes das mars na Europa, com uma variao de mar de quase 50 ps ou 15 metros. As maiores mars ocorrem um dia ou dois depois de uma lua nova ou lua cheia, e mais particularmente nos equincios da Primavera e Outono. Nessas ocasies, o mar pode envolver completamente o monte, com exceo da ponte insubmersvel. Durante os perodos de mars mortas quando a variao da mar menor o Monte no chega a ficar completamente cercado por gua como na mar alta. Os mitos e as lendas do Monte Saint-Michael Segundo a lenda, uma enorme onda de mar, varreu esta rea transformando completamente o seu aspeto no comeo do sculo VIII. A partir da Idade Mdia, a ilha ficou dedicada ao culto do arcanjo So Miguel, no ano de 708 e na sequncia de diversas vises, o bispo Aubert, mandou uns mensageiros ao Monte Gargano com o intuito de voltar com determinados objetos sagrados (um pedao de seu manto vermelho, e um fragmento do altar onde este tinha colocado os ps), a fim de santificar o rochedo e os seus estabelecimentos. Por cada sculo passado desde ento, os prdios foram ganhando tamanho e grandeza, atingindo assim a sua estatura atual. A seco principal da estrutura orientada a 26 graus para norte a mesma orientao que a da Catedral de Notre Dame em Paris. Esta orientao pode ser seguida em ambas as direes, criando um alinhamento com o lugar onde So Miguel ter enfrentado Lcifer. O monte Saint Michel por si s um lugar misterioso, muito rico em lendas populares. Diz-se que na antiguidade existia no cume do monte uma cripta com a imagem de Notre Dame Sous Terre (Nossa Senhora das Terras Baixas), o que na realidade uma Cristianizao de velhos mitos que falavam sobre as estranhas qualidades do subsolo daquela regio. Segundo uma lenda Celta, viviam ali umas mulheres inicialmente denominadas Ko-rridwenou, que mantinham a estabilidade do local graas a encantamentos e ritos realizados nos menires e dolmens que havia nessa pennsula. Est muito enraizada na regio, a crena de que durante a Idade Media o Santo Graal foi escondido nesta abadia, inclusive mencionado, que este local era utilizado para as reunies secretas dos Cavaleiros Templrios. Uma compilao de contos do sculo XII por exemplo, fala de uma cobra gigantesca que devorava rebanhos, peregrinos e moradores sem defesa, em ataques noturnos sem d nem piedade, e s aps uma noite inteira de novenas a so Miguel a populao encontrou a cobra imvel aos primeiros raios de sol com a cabea decepada ao lado de uma espada de ao e de um pequeno escudo ali abandonados pelo misterioso guerreiro. Talvez um conhecido Arcanjo? E no livro do Apocalipse, captulo 12-pargrafos 7-9, est a narrativa da batalha entre as foras do Cu e do Demnio, com o grande drago, e a antiga serpente, chamada de Diabo de Satanz . Armado de lana e espada, o arcanjo So Miguel travou uma terrivel batalha que venceu acabando com o drago vermelho do demo, essa e milhares de outras histrias vo sendo eternizadas com o misticismo do Monte Saint-Michel. Desde os tempos pagos mais remotos, a ilhota montanhosa onde hoje se eleva o mosteiro de Saint-Michel, bem como toda a regio que a circunda, era considerada territrio sagrado pelos antigos Celtas. Inmeros menires e dolmens de pedra de grandes dimenses ainda hoje podem ser vistos, espetados no solo daquelas terras. Por volta do seculo VIII, o Cristianismo instalou-se no topo do monte, com a construo de uma primeira cripta, feita de blocos de granito sobrepostos. Desde ento, a histria do Monte Saint-Michel tem tido uma sucesso de perodos de grande brilho intelectual e religioso, de crises internas, de guerras, de demolies e reconstrues do imenso complexo de edifcios que constituem a abadia e o mosteiro. Naquele perodo da Idade Mdia, o culto a So Miguel comeava a propagar-se em toda a Europa. Acreditava-se que os lugares mais altos, como o cimo das montanhas, lhe pertenciam. Sob a inspirao de Saint-Aubert, bispo de Abranches, 12 monges instalaram-se na cripta: salmos, devoes coletivas e mortificaes marcavam o seu cotidiano, foi o que bastou para que um mundo de lendas e histrias milagrosas algumas falsas, outras verdadeiras se formassem ao redor do Monte Saint-Michel. Muitas foram transformadas em crnicas e relatos pelos prprios monges. No ano de 966, a rea do mosteiro aumentou consideravelmente, graas s contribuies financeiras dos grandes senhores da Normandia, da Bretanha, da Itlia e da Inglaterra. Alm das atividades devocionais, os monges passaram tambm a estudar, copiar e iluminar manuscritos, transformando-os em preciosas obras de arte, as iluminuras, muito diferente do que aconteceu depois, quando a Igreja passou a proibir a abordagem de uma srie de temas, naqueles tempos Medievais os religiosos tinham o consentimento e a liberdade para estudar e pesquisar quase tudo: literatura, histria, cincia e filosofia. Em Saint-Michel foram copiados, por exemplo, os famosos tratados de Aristteles. Como em todos os outros grandes stios do catolicismo, a arquitetura grandiosa tinha a finalidade de agradar a Deus, aos sacerdotes e aos peregrinos. Desde o incio, o santurio de Saint-Michel atraiu centenas de milhares de devotos. Com as suas ofertas, elas contriburam para a prosperidade do vilarejo e da comunidade monstica, at o final do sculo XVIII o Monte Saint-Michel fez parte de uma poderosa cadeia de metas maiores da peregrinao, em p de igualdade com Roma, Jerusalm e Santiago de Compostela. A fama de lugar milagroso, depositrio de inmeras relquias de santos, atraia milhares de peregrinos em busca da salvao e de milagres. Mas nem s de milagres feita a histria do lugar, ela est repleta de relatos de acidentes e catstrofes. No ano 922 um incndio destruiu boa parte da aldeia e do mosteiro. Em 1103, uma grande parte da nave central da abadia desabou. Em 1203 deu-se um novo incndio que arrasou o mosteiro, foi a sua reconstruo que fez surgir uma estrutura arquitetnica de inspirao gtica cuja extraordinria beleza a tornou conhecida em todo o mundo como ?A Maravilha?. Mas os acidentes continuaram, s em 1318, 13 peregrinos morreram pisados pela multido, 18 afogaram-se no mar e 12 desapareceram nos bancos de areias movedias que surgem quando a mar baixa e permite a travessia a p do continente at a ilha. Infelizmente a nossa visita no foi muito demorada mas permitiu perceber um pouco de toda a magia que envolve esta relquia da histria, da arquitetura e da mitologia e sem dvida um lugar ao qual gostaramos de regressar, enquanto isso no acontece limitamo-nos a estudar e a pesquisar informaes que nos permitam perceber melhor toda a aura de misticismo que envolve to belo e magico lugar? Copyright All images and texts are copyrighted, with all rights reserved. Please do not use, copy or edit any of my images or text without my written permission. If you want to use my texts or photographs please contact this address. asousacar@clix.pt *===***===* Todos os direitos reservados ==***== Todos los derechos reservados ==***== All rights reserved ==**== Tutti i diritti riservati ==**== Alle Rechte vorbehalten ==**== Tous droits rservs =**=
The Neo Monoliths of Chicago: Chicago's Millennium Park is a great place for photography. There are several cool things there, and one of them is this giant video wall. It has this strange glass brick-like covering and shows unusual images of people softly smiling at you. It reminds me a bit of big brother, as if there is a tiny camera behind there that the government is using to ensure that your park activity is appropriate. I waited quite a while for some people to stand in front of the thing so I could capture a sense of scale. Then, by luck, a man and his young son walked up to it, which gave the perfect look. Furthermore, it was lucky that this part of the video loop was on the screen, since it was one of my favorites and probably mimicked the reaction of the guy standing there watching it. from my daily photo blog at www.stuckincustoms.com
The Twilight Saga New Moon: Estamos a tan solo 28 das! para el estreno de esta saga "The Twilight Saga New Moon" que ser este 20 de Noviembre y con el blend les dejo un nuevo trailer en este vern la pelea de los lobos con los vampiros y otras nuevas escenas! vale mucho la pena verlo.[ESTO AQUI: www.jhesusaramburo.com ] Un blend mas de mi fascinacin "Twilight", en esta ocasin creo que ah sido de todos los que eh hecho de New Moon el mas trabajado en imagen, colores y calidad el elemento de colocar una luna nueva en el blend no pens que fuese tan complicado pero si lo fue un poco ya que tuve que modificar varias veces la iluminacin efectos colores y dems. Bueno despues de horas de trabajo todo suyo, Enjoy! :D MAS BLENDS & DISEOS NUEVOS!, EN MI SITIO /// BLENDS & MORE NEW DESIGNS! IN MY SITE: www.jhesusaramburo.com www.jhesusaramburo.com www.jhesusaramburo.com

Photos comments:
Matte78: Hi, I'm an admin for a group called U2 360 Tour 2009, and we'd love to have this added to the group! "U2 360 Tour 2009" Please add your pictures about the U2 360 Tour 2009 to the group: www.flickr.com/groups/u2360_tour/ Fantastic Shot!!!. Mick H 51: @Dan Hardwick Hi, I went to two of the three gigs the first night i only brought my point and shoot ! the last nite I brought the DSLR as I had more leeway to move around the venue, To be honest I think U2 turned a blind eye to the use of DSLR's a kind gesture for a hometown gig ! Enjoy it ! its a great show ! !.
Best of Michel barouche annaba video web site 1.ana - Saint-Michel - Desde a aurora dos tempos pagos, a ilhota montanhosa onde hoje se eleva o mosteiro de Saint-Michel, bemo toda a regio que a circunda, era considerada territrio sagrado pelos antigos Celtas. picture, 2. The Neo Monoliths of Chicago picture, 3. hopping at hangar 30 picture, 4. art is tick knewd picture, 5. Mont Saint Michel ?ance picture, 6. Bokeh And DoF Deluxe! picture, 7. Take me to your leader...U2 360 Dublin picture, 8. The Twilight Saga New Moon picture, free michel photos, best of michel images, michel barouche pictures and popular michel barouche annaba video videos.


Popular Michel Barouche Annaba Video talk in others countries:
United States | United Kingdom | Australia | Canada | China | France | Germany | Russia

Buy google +1 | SEO Directory